quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

ALGUMAS OBRAS DO FAMOSO CASAL DE PINTORES AMÉRICO E EVA MAKK, OS PINTORES DA MATRIZ DE JAHÚ


Alguns quadros dos famosos pintores Américo e Eva Makk, que entre 1961 e 1962 pintaram os tão famosos e lindos murais na Matriz Nossa Senhora do Patrocínio de Jahú.

Strawber - Américo Makk

Garden Serenity - Eva Makk

Imperial Jade - Eva Makk

For a lifetime - Eva Makk

Regal - Américo Makk

Azaleas - Eva Makk


Golden boulevard - Américo Makk Baccarat - Eva Makk

Blue Morn - Américo Makk


Um pouco da História do casal Makk





Américo Makk


Estudou arte na Academia Nacional Hungara em Budapeste e conquistou a bolsa de estudo para Roma onde venceu o premio de retratos do Vaticano. Ele e sua esposa Eva foram ambos apontados, indicados como catedraticos na Academia de Belas Artes em São Paulo, Brasil. La tornaram-se artistas oficiais do governo brasileiro.


Em 1962 chegaram a Nova Iorque para escapar da instabilidade política do Brasil. Américo começou então sua "fase ocidental", enviando ao museu de Los Angeles o esboço de seu rancho na california, um assunto que ele também se dedicou no Texas.


Em 1967 ele se mudou para Honolulu, Havai, onde usou livros e museus para pesquisa inicial e então visitou reservas indígenas e cidades do oeste para observação de primeira mão. Ele também fez retratos incluindo os do presidente Jimmy Carter e Ronald Reagan.


Eva Makk

Uma impressionante pintora. Eva Makk nasceu na Etiopia. Seu pai era um diplomata e sua mae uma baronesa hungara. Ela começou pintar aos 4 anos.


Estudou arte em Paris e se graduou "summa cum laude" na Academia de Belas Artes de Roma onde ela conheceu Américo. Junto com seu marido ela pintou enormes murais enquanto esteve no Brasil e gastou cerca de 13 meses na floresta amazonica numa expediçao de pintura.


A. B. Makk

Filho de Américo e Eva, nasceu em 1951 enquanto eles estavam morando no Brasil. Expondo aos cinco anos de idade, A. B. era chamado de o "pequeno Picasso" por seu entao estilo cubista. Embora nunca pressionado por seus pais a se tornar um artista, A. B. começou expondo com eles em 1975 e continuou excursionando pelo país mostrando as obras da família.



Fonte do texto : Renaissance Gallery of Fine Art


http://www.ren-art.com/default.htm


Agradecimentos especiais a Aline Romagnioli pela colaboração.

4 comentários:

Borboletinha disse...

Absolutamente lindo!
Temos aqui em Ponta Grossa/Pr a Igreja de Nossa Senhora do Rosario e suas pinturas internas são assinadas pelos mesmos pintores. Tive o prazer de conferir in loco ,mes passado, a Catedral de Jaú.
Parabens pelo blog.

Blog do Coronel disse...

O Casal Makk esteve em Manaus (AM)no ano de 1958. Não creio que tenha viajado pela Amazônia, conforme assinala a pequena biografia do casal. Nesse ano, pintou um imenso painel no teto da capela mor da Matriz de Manaus, além das paredes laterais. Fez mais, pintou alegorias na entrada do Palácio Rio Negro, sede do governo estadual, e na entrada do quartel da Policia Militar. Além de esposição e retratos de autoridades.
Parte dessa material foi suprimido por outras pinturas. Restam somente dois paineis no ex-quarte da polícia, hoje um museu denominado de Palacete Provincial.
Punliquei essas informações em wwww.catadordepapeis.blogspot.com
Roberto

Kelson Albuquerque disse...

Em 1956, a Diocese de Sobral/CE resolveu restaurar a Igreja de São Francisco de Assis e, para melhor apresentação do templo sagrado, segundo informação do Victor Samuel da Ponte, o seu avô Samuel Gomes Pontes teria contratado o casal Makk para essa tarefa. Lá foram pintados dois afrescos, um no teto e outro na parede de fundo do altar-mor. A obra ficou pronta em 1957.

Paulo César Conserva disse...

Obra de arte desses mestres também se encontra sobre o Altar da Matriz Nossa Senhora da Conceição em ITAPORANGA/PB, datada de 1960, sob encomenda do falecido Mons. José Sinfrônio de Assis Filho, para comemorar o Centenário da Paróquia, celebrado naquele ano.